Naked Empire – Terry Goodkind

image

Naked Empire é o oitavo livro da série A Espada da Verdade de Terry Goodkind.
Depois dos eventos de Os Pilares da Criação, Richard Rahl e sua trupe continuam perambulando pelo Mundo Antigo e o Imperador Jagang continua em sua campanha para conquistar o Mundo Novo. Assim como todos os outros livros – exceto o primeiro – também não foram publicados na nossa língua inculta e bela, e como não encontrei nada de tradutores amadores,eu mesmo comecei a escrever a tradução.
Eu cheguei a escrever uns 25% do livro mas desisti quando percebi que tinha coisas melhores para fazer com meu tempo.
Não vou perder tempo escrevendo sobre o roteiro, vou direto às críticas.

Considerações sobre o livro

Se existe algo que podemos dizer sobre Terry Goodkind é que ele teve algumas idéias interessantes sobre um universo de fantasia – idéias muito boas – mas que para escrever livros e mais livros e fazer da série um caça níquéis, ele consegue irritar até leitores cheios de boa vontade e curiosidade para ver o que acontecerá com os personagens.
Principais problemas:
1 – Repetições: o autor é repetitivo. Muito repetitivo! Ele escreve várias vezes em vários dos livros o que qualquer um que leu os outros livros já esta careca de saber, obrigando o uso de técnicas de leitura dinâmica ou simplesmente pular a parte maçante.
2 – “Eu não sei”: talvez a frase mais repetida de todos os livros. Richard Rahl nunca sabe de nada, não sabe o que acontece com ele ou com o seu dom de magia. A ignorância dele chega a irritar, mas tudo bem para ele, pois ele sempre acha uma resposta mágica no último segundo e salva a todos e a si mesmo, pois sempre os maiores ameaçados são ele e Kahlan.
3 – Bichos de Estimações Estranhos: Ele sempre tem um bichinho de estimação estranho. Dragões, Gar ( um morcegão gigante), mas agora foi demais: uma cabra que age como um cachorrinho, os seguindo por desertos, montanhas, cavernas e batalhas sangrentas através de meio mundo!
4 – Sadismo: Terry Goodkind aparentemente tem uma fixação por sadomasoquismo. Estupros, torturas, rituais diabólicos tudo com bastante detalhes sádicos. Nesse livro em um capítulo ele chega a escrever não sobre apenas um empalamento, mas quatro seguidos… OK, já dava para entender da primeira vez, não precisava de tantos detalhes!
Rituais diabólicos são descritos com detalhes desde o primeiro livro.
5 – Furos no Roteiro: Coisas que não podem ser explicadas, nem fazendo mágica. Exemplo: como Natan e Ann atravessam o Mundo Novo e o Antigo inteiros e chegam até Richard tão rapidamente? E ele deixou claro que estavam sem cavalos! Atravessaram o gigantesco exército de Jagang e aquele deserto como? Voando em um dragão? Só para usar um pouco de mágica em uma batalha rápida? O autor poderia ter pensado em algo diferente e ter deixado Natan e Ann defendendo D’Hara.
Terry Goodkind escreve mal, e conseguiu estragar o que teria sido uma boa história nas mãos de um escritor talentoso.
Não sei se terei coragem de ler os três últimos livros, depende da curiosidade de ver como isso acaba, mas com tanta coisa mais importante na fila vai ser difícil concluir a série.

Atualização: Atendendo à pedidos, coloquei um link na minha página no Facebook com os livros que tenho no formato digital: https://www.facebook.com/leiturasparalelas

Anúncios

2 comentários sobre “Naked Empire – Terry Goodkind

  1. Gostei muito do começo da série mas acabei desistindo no quarto livro. Achei o livro muito repetitivo e previsível. Você começa o livro sabendo que alguem muito fodelão vai aparecer, e de alguma forma Mágica Richard vai superá-lo. e Pronto. Gostei da sua lista, concordo plenamente.

    • Eu tentei mais um pouco, mas realmente começou a ficar ridículo essa repetição interminável, as falhas graves e incoerências. Essa coisa do Richard nunca saber de nada, ser manipulado o tempo todo e de repente encontrar uma solução mágica é irritante. Sem falar no sadismo sempre presente! Acho que a gota dágua foi a cabra de estimação que parece mais um poodle… Quem sabe um dia volto para ver a conclusão da série, mas acho difícil… Um abraço

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s