Fluam, Minhas Lágrimas, Disse o Policial – Philip K. Dick

fluam minhas lágrimas disse o policial

Fluam, Minhas Lágrimas, Disse o Policial (Título original: Flow My Tears, The Policeman Said em Portugal: Vazio Infinito e Identidade Perdida, No Brasil também publicado como: Identidade Perdida – O Homem que Virou Ninguém) é um romance de ficção científica escrito por Philip K. Dick e publicado em 1974,  tendo recebido o primeiro prêmio do John W. Campbell Memorial Award de melhor romance de FC em 1975. Foi também indicado para o Prêmio Nebula em 1974 e para o Prêmio Hugo em 1975.
É uma estória sobre um cantor de música pop e astro de um show de televisão geneticamente modificado (Jason Taverner) que, após o ataque de uma antiga namorada, acorda em um hotel barato de um bairro pobre e descobre que perdeu sua identidade –  literalmente, pois não apenas está sem documentos, como ninguém mais o conhece, sua existência foi completamente apagada. A estória transcorre numa distopia futura, onde os EUA tornaram-se um estado policial opressor depois de uma Segunda Guerra Civil, e mostra a tentativa de Jason em recuperar sua identidade e tentar entender o que aconteceu com sua vida.
Assim como em outros livros de Philip K. Dick, ele mostra que não dá a mínima para questões tecnológicas em suas visões do futuro, ao contrário de outros autores de sua época, como Arthur C. Clarke, que seguiram pelo ramo da ficção científica hard. Por exemplo, ele retrata carros voadores como coisas populares nos anos 80, no estilo do desenho animado Jetsons e LPs  de vinil são mostrados como a forma definitiva de gravação e reprodução musical.  Mas o valor de Philip K. Dick não são suas previsões tecnológicas, mas sim suas ideias e Fluam, Minhas Lágrimas, Disse o Policial é um livro cheio de ideias.
O mundo distópico imaginado por Philip K. Dick é uma sociedade policial opressora onde os estudantes universitários vivem escondidos nos subterrâneos das universidades, que estão sitiadas, onde pessoas são enviadas para campos de trabalho forçado ou executadas. Os negros tiveram seus direitos cassados, e os poucos que restaram foram esterilizados.
A prosa de Dick segue seu estilo utilitário que é comum em outros de seus livros, e todos os personagens parecem estar sob influência de drogas em algum nível. Isso não é uma crítica ao estilo do autor, apenas considero isso como parte de seu estilo, ajuda a compor a estranheza inerente a seus livros. Em determinado momento, por exemplo, Jason Taverner subitamente e sem nenhuma razão aparente diz que uma mulher com que acabou de passar a noite parece muito velha para sua idade e recebe uma pancada na cabeça como prêmio. Em outro momento, o chefe da polícia que está caçando Jason Taverner desce em um posto de gasolina no meio do nada e ao ver um dos poucos negros sobreviventes desenha um coração com uma flecha no meio para entregar ao homem, e depois debulha-se em lágrimas e o abraça.
Espero que as predições de futuro totalmente furadas de Philip K. Dick não dissuadam ninguém de ler esse e outros livros do autor, pois considero que o trabalho de um bom autor de FC não é predizer o futuro mas sim prover material para refletirmos sobre a vida.
Fluam, Minhas Lágrimas, Disse o Policial é um excelente livro que cumpre bem esse papel, fazendo com que questionemos a nossa realidade e a forma como percebemos nós mesmos e os outros e como nossa percepção afeta nossas relações sociais e relacionamentos pessoais

Anúncios

3 comentários sobre “Fluam, Minhas Lágrimas, Disse o Policial – Philip K. Dick

  1. Parabéns pela resenha! Por coincidência, acabei de ler este livro. Gostei muito, achei bem melhor que “Androides Sonham com Ovelhas Elétricas”. Concordo que os livros do Philip K. Dick se sobressaem mais pelos aspectos psicológicos do que pelas tecnologias apresentadas. Desta forma, este livro se torna extremamente atual!

  2. Pingback: Fluam, Minhas Lágrimas, Disse o Policial...

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s