Estação de Trânsito – Clifford D. Simak

WayStation(Simak)

Estação de Trânsito (Way Station) é um romance de ficção científica de Clifford D. Simak, publicado pela primeira vez como Here Gather the Stars em duas partes na Galaxy Magazine de junho e agosto de 1963. Em 1964 ganhou o Prêmio Hugo de Melhor Romance.

Introdução ao roteiro

O livro conta a estória de Enoch Wallace, um veterano da Guerra Civil Americana, que foi escolhido por um alien chamado Ulysses para administrar uma estação de trânsito para viagens interplanetárias. Wallace é o único humano que conhece a existência dos aliens, e começa a despertar suspeitas da CIA quando estes descobrem quase uma centena de anos depois que ele não está envelhecendo.
Existe uma facção dos alienígenas que gostaria de isolar a Terra e toda uma seção do braço espiral da galáxia onde esta se encontra e quando a CIA rouba um corpo alienígena que Wallace enterrou a situação fica crítica.
Um misterioso – e único no universo – artefato que possibilita a comunhão com o espírito do universo e possibilita a união e paz entre todas as espécies é perdido, o que começa a causar tensão na galáxia.

Considerações sobre o livro

Não considero este um bom livro, devido a valhas falhas. A estória tem vários pontos no enredo desconexos e inexplicáveis, como:

  1. Como a CIA chegou até ele, e por quanto tempo ficou espionando-o?
  2. Como a vizinha surda-muda de Wallace consegue curar pássaros e borboletas com asas quebradas?
  3. Por quê Wallace carrega aquele rifle sempre com ele, se ele nunca foi ameaçado, nunca precisou se defender e apenas usa ele esportivamente num estande de tiros na estação?
  4. Por quê a CIA resolve devolver o corpo do alienígena sem qualquer explicação de Wallace? Apenas porque este ameaça o agente?
  5. Como Wallace foi capaz de compreender a complexa e esotérica matemática alienígena e conseguiu determinar que o mundo iria caminhar para uma guerra com o suicídio nuclear?
  6. A solução dos alienígenas para evitar a destruição nuclear é a remoção da inteligência dos humanos, deixando-os imbecis, dessa forma incapazes de destruírem-se. Wallace é o único responsável pela escolha do uso dessa solução horrível, que poderia ser até pior que a guerra nuclear. Não é responsabilidade demais para um homem apenas? A solução não seria pior que uma guerra?
  7. Como e por quê o ladrão do talismã resolve aparecer na Terra? Apenas para possibilitar sua recuperação e restauração da paz na galáxia?
  8. Como Wallace consegue criar as formas de vida inteligente para lhe fazer companhia a partir de uma tecnologia alienígena que ele não compreende?

Mais uma vez o tema é a guerra fria culminando em um holocausto nuclear, um tema comum em livros da época.
Clifford D. Simak usa uma abordagem muito simplista em seu livro, reduzindo todo o futuro da humanidade a um simples homem, eliminando toda dignidade e esforço da nossa espécie e reduzindo tudo a uma simples escolha de Wallace.
Mesmo assim esse é um importante livro de ficção científica, e recomendo a leitura apenas para os fãs do gênero.
Recomendo a leitura da edição da Coleção Argonauta de nº 130-A, lembrando que é um livro muito difícil de encontrar em sebos do Brasil. Encontrei apenas uma cópia em Portugal, mas acabei desistindo de importar e terminei lendo o original em inglês.

Anúncios

2 comentários sobre “Estação de Trânsito – Clifford D. Simak

  1. Pingback: Vencedores do Prêmio Hugo de Melhor Romance | Leituras Paralelas

  2. A grande obra de Clifford d Simak é Cidades (City)…..um dos maiores clássicos da FC…..
    São 8 contos em que, na visão de Simak, o apocalipse humano é incomum, não de destruição, mas simplesmente de isolamento……um livro nostálgico e melancólico para ser lido em dias invernais….
    Recomendo também a leitura do conto ‘As Respostas”, li em uma antologia, embora não saiba a qual livro…. pertence se alguém souber….)
    Pena que nas edições brasileiras não conste o 9º conto….

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s