Um Cântico para Leibowitz – Walter M. Miller Jr

Miller 1959 - A Canticle for Leibowitz

Um Cântico para Leibowitz (A Canticle for Leibowitz) é um romance do escritor americano Walter M. Miller Jr, publicado pela primeira vez em 1960 e vencedor do Prêmio Hugo de Melhor Romance de 1961. O gênero do livro é ficção científica pós-apocalíptica.
Este livro é considerado um marco da literatura do século XX, foi reimpresso e republicado ininterruptamente mais de 40 vezes, e já foram vendidas mais de 2 milhões de cópias. Ele aparece regularmente na lista de melhores da ficção científica e foi reconhecido por três vezes com o prêmio Locus de melhor romance de ficção científica.
Para quem estiver interessado em uma cópia impressa, recomendo a compra neste site: Estante Virtual.

Introdução ao roteiro (com leves spoilers)

A estória começa 600 anos depois da civilização ter sido completamente destruída por uma guerra nuclear de escala mundial, que ficou conhecida como Dilúvio de Fogo. Como resultado dessa guerra ocorreu um retrocesso radical da cultura e do conhecimento, dando início à uma Idade das Trevas ainda pior do que a que tivemos antes da renascença. A explicação para tal regressão foi um processo chamado “simplificação” onde toda pessoa com qualquer conhecimento, e até mesmo todos que eram capazes até mesmo de ler eram mortos pelos sobreviventes, que orgulhosamente chamavam-se de “simplórios”.
A ignorância e analfabetismo tornaram-se universais, e livros foram destruídos em massa.
O engenheiro elétrico judeu Isaac Edward Leibowitz, que trabalhava para o exército americano, sobreviveu à guerra, e convertido para o Catolicismo Romano fundou uma ordem monástica, a “Ordem Albertiniana de Leibowitz”, dedicada à preservação do conhecimento e a esconder, contrabandear, memorizar e copiar os livros.
A abadia da ordem é localizada no deserto sudoeste americano, próxima a uma base militar onde Leibowitz tinha trabalhado antes da guerra.
Séculos após sua morte a abadia ainda preserva a “Memorábilia”, uma coleção de escritos que sobreviveram ao Dilúvio de Fogo e à Simplificação, na esperança de ajudar as futuras gerações a recuperar o conhecimento perdido.
O livro divide-se em três partes: “Fiat Homo”, “Fiat Lux” e “Fiat Voluntas Tua”, sendo que cada uma possui personagens distintos e estão separadas por períodos de seis séculos cada.

Considerações sobre o livro

Um Cântico para Leibowitz é realmente um marco da literatura do século XX, de fundamental importância para o gênero da ficção científica.
O livro é muito mais importante e completo do que os livros e filmes atuais que apenas mostram um cenário pós-apocalíptico onde os personagens lutam para sobreviver em um ambiente hostil.
O autor usa uma temática de história cíclica, onde ao passar dos séculos ocorre progresso e regresso tecnológico. Essa estrutura cíclica fornece suporte e unifica as três partes do livro.
Apesar do romance acontecer no futuro, as três partes são alegorias representando fases cruciais da nossa história. A primeira parte, “Fiat Homo”, retrata a igreja como força preservadora da civilização, uma contrapartida para a “Era da Fé” que ocorreu depois da Queda de Roma. A segunda parte, “Fiat Lux”, foca na renascença do conhecimento, mostrando as divergências entre a Igreja e o Estado, entre a fé e a ciência.
Já a terceira parte, “Fiat Voluntas Tua”, é o análogo da nossa civilização contemporânea, cheia de tecnologias tecnológicas, obcecada com a matéria, gananciosa por poder e negligenciando a fé o espírito. O destaque nesta última parte é o excelente debate sobre a eutanásia das vítimas da radiação devido ao último ataque nuclear entre um médico ateu e o abade.
Miller na verdade quer nos dizer que todas as sociedades passam por essas três fases: Primeiro existe a luta para se integrar em ambiente hostil, então depois dessa integração, vem uma expansão explosiva cheia de conquistas culturais e tecnológicas. Ocorre então um retrocesso cultural, surgem rebeliões e novas culturas.
Apesar do livro não ter sido bem recebido inicialmente, com o passar dos anos o trabalho foi cada vez mais admirado, e hoje é considerado uma obra prima da ficção científica, explorando como poucos assuntos como religião, recorrência dos males que afligem a humanidade e embates entre igreja e ciência.
Sem dúvida o melhor livro de ficção científica pós-apocalíptica que existe, recomendo a leitura.

Anúncios

3 comentários sobre “Um Cântico para Leibowitz – Walter M. Miller Jr

  1. Pingback: Vencedores do Prêmio Hugo de Melhor Romance | Leituras Paralelas

  2. Pingback: Um Cântico para Leibowitz - Walter M. Mil...

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s