Um Caso de Consciência – James Blish

imageFoto da capa da  primeira edição em português de 1962, que encontrei no Livreiro dos Araças: um verdadeiro achado! 

Um Caso de Consciência (A Case of Conscience) é um romance de ficção científica escrito por James Blish e publicado pela primeira vez em 1958, tendo recebido o Prêmio Hugo de melhor romance em 1959.
Trata-se de um livro muito peculiar, que classifico como uma aventura filosófica em um cenário de ficção científica. É um livro admirável e inesquecível, um dos melhores que li nos últimos tempos!
James Blish criou uma história muito interessante, com uma narrativa agradável e inteligente, personagens muito interessantes e discute temas ainda melhores como os conflitos entre ciência e religião além de questões filosóficas e teológicas pouco comuns neste tipo de literatura.
O livro está dividido em duas partes, na primeira uma expedição de quatro pesquisadores (o físico Cleaver, o Padre Jesuíta e biólogo peruano Ramon Ruiz-Sanchez, o geólogo Agronski e o químico Michaelis) está no paradisíaco planeta Lithia, que possui um clima ameno e imutável, uma fauna e flora exuberante e estranhamente pacífica, onde até mesmos bactérias e vírus não apresentam comportamento agressivo, e uma espécie inteligente muito evoluída, bípede, com cerca de três metros de altura e aparência que lembra as nossas cobras.
Esses alienígenas vivem em paz, não enfrentam conflitos ou dúvidas existenciais, desconhecem o significado da maldade e do crime, estão em perfeito equilíbrio social e com a natureza. A tecnologia deles é diferente da nossa: devido o elemento ferro ser muito raro em Lithia, eles desenvolveram motores e tecnologia baseada em eletricidade estática, além de possuírem uma tecnologica de cerâmicas, genética e farmacologia superioras à terrestre.
Os cientistas estão prestes a terminar a expedição, e reúnem-se para fazer suas considerações para seus superiores quanto a possibilidade de abrir o planeta para a exploração, colonização ou até a proibição devido a algum perigo.
A segunda parte do livro acontece em um planeta Terra decadente e distópico, onde o pavor de uma guerra nuclear levou a humanidade a criar cidades subterrâneas (abrigos) e que agora é incapaz de sair do subterrâneo para levar uma vida normal mesmo após o risco de uma guerra nuclear estar completamente eliminado.
Um ovo de um alienígena é levado para a Terra (um presente dos aliens) e ao crescer cria uma comoção social que pode levar a sociedade humana à rever seus conceitos e estilo de vida.
Alguns consideram que o livro está cheio de erros teológicos e científicos (por exemplo, em determinado momento quando o físico Cleaver está doente o Padre Ramon o alimenta aplicando um soro intravenoso de suco de frutas), mas mesmo assim é um livro muito bom.
O estilo de escrita é envolvente, é fácil esquecer os absurdos e prosseguir a leitura considerando as imprecisões ou erros como deslizes leves e perdoáveis até pelo leitor mais exigente.
A estória tem aliens que são alienígenas genuínos, com uma biologia estranha à nossa, um ciclo de vida sem paralelo com qualquer ser vivo da Terra.
O padre jesuíta Ramon, ao estudar a biologia, o ciclo de vida e a ética e moral da inteligente espécie alienígena chega a vários dilemas teológicos que chocam-se com sua visão maniqueísta:

  1. Como é possível que uma espécie tão evoluída tenha chegado a uma moral equivalente à cristã mesmo sendo totalmente racional e livre da fé?
  2. A razão bastaria como guia?
  3. A fé e a caridade é desnecessária às boas obras?
  4. A ética pode existir sem a alternativa da existência do mal?
  5. A bondade pode existir sem Deus?
  6. Isso tudo não seria o que o Diabo propôs?

Assim ele conclui que na verdade o planeta inteiro é uma tentação criada pelo Diabo,  e que o paraíso de Lithia na verdade seria o Inferno, portanto seria melhor que o planeta fosse declarado território proibido para a humanidade.
O que mais choca o Padre Ramón é que mesmo guiando-se pelos preceitos cristãos, os alienígenas desconhecem o conceito de Deus ou alma, portanto ele os vê como uma ameaça para os seres humanos.
Uma leitura agradável, estimulante, que trata de temas muito interessantes com competência. Recomendo a leitura!

Anúncios

2 comentários sobre “Um Caso de Consciência – James Blish

  1. Pingback: Um Caso de Consciência - James Blish | Fi...

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s