The Enemy Stars – Poul Anderson

1410692The Enemy Stars é um romance de ficção científica escrito pelo mestre Poul Anderson, tendo sido um dos indicados ao Prêmio Hugo de 1959.
Descrita pelo próprio Poul Anderson como uma “história sombria”, de fato trata-se de uma história séria, as vezes sombria, mas em última análise de uma enriquecedora estória filosófica sobre o que realmente significa ser um humano. Publicada inicialmente na Astounding Magazine, sob o título We Have Fled Our Sea, é ambientada em um futuro distante no qual vários mundos foram colonizados pela Terra, sendo que esta é governada por uma organização mesquinha conhecida como Protetorado, contra a qual alguns mundos coloniais estão à beira de uma revolta.
O sistema de viagens espaciais funciona da seguinte forma: As naves do espaço profundo viajam à velocidades abaixo à da luz, portanto as viagens levam algumas vezes centenas de anos, mas a tripulação e outras coisas podem viajar instantaneamente a partir de uma instalação na Lua para a nave, usando um sistema denominado de mattercaster, algo parecido com teletransporte.
O objetivo dessas naves é apenas levar o sistema de teletransporte para longe da Terra, e após isso o transporte de colonos e máquinas é feito de forma instantânea sem os inconvenientes da distância e do tempo da viagem. Portanto após algumas centenas de anos, quando uma nave chega ao seu destino um novo mundo pode ser ocupado de forma imediata.
Quatro homens, dois da Terra e dois de colônias diferentes, são enviados à bordo da nave de exploração do espaço profundo Southern Cross, que está mais longe do que qualquer nave humana já tivesse ido antes, para investigar uma “estrela negra”, o resto de uma explosão de uma supernova que explodiu a muitos milhões (ou bilhões) de anos atrás, no setor de Alpha Crucis.
Uma falha no motor causada pelo fortíssimo campo magnético da estrela escura prende a nave ao campo gravitacional desta e causa a destruição dos materiais necessários ao funcionamento do mattercaster.
Inicia-se então uma corrida desesperada contra o tempo para consertar inicialmente o motor, e após o dispositivo mattercaster.
Poul Anderson mescla, como só um mestre poderia fazer, momentos introspectivos onde cada personagem enfrenta suas próprias dúvidas e sentimentos, bem como questões de propósitos em suas vidas, com momentos de suspense e ação emocionantes.
The Enemy Stars é um belo exemplo de ficção científica que consegue incorporar temas humanistas, ação e conceitos científicos de forma coerente e emocionante.
Infelizmente não foi publicado em português, mas vale a pena investir na leitura do original em inglês.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s