O Hóspede de Dracula (e Outras Histórias Estranhas) – Bram Stoker

image

Coletânea de histórias curtas de Bram Stoker, publicada pela primeira vez em 1914, dois anos após sua morte.
Alguns consideram O Hóspede de Dracula como o primeiro capítulo de Dracula, que foi eliminado da publicação original, mas há controvérsias, pois a própria viúva de Bram Stoker classificou esse conto como uma história suplementar, mas separada de sua obra prima.

Resumo
O Hóspede de Dracula começa com um inglês (cujo nome não é mencionado mas presume-se que seja Jonathan Harker) em uma visita à Munique antes de seguir à Transilvânia.
É Noite de Walpurgis, uma data semelhante ao Dia das Bruxas, e apesar dos apelos apavorados de seu cocheiro, Jonathan decide ir em direção à uma vila abandonada assombrada. Após a carruagem deixa-lo um estranho alto e magro o observa ao longe no topo de uma colina.
Depois de caminhar alguma distância o tempo começa a mudar com uma nevasca forte e o inglês encontra-se em um cemitério de frente a uma tumba branca com as inscrições: Condessa Dolingen de Graz, perdida e encontrada morta. Em grandes letras escrito em russo: “A morte viaja rápido”. O tempo piora bastante, com uma chuva de granizo, que leva o inglês a se proteger na entrada da tumba, a porta se abre e ele vê uma bela mulher com lábios vermelhos deitada sobre uma laje que começa a gritar de forma apavorante quando um forte trovão cai no local. O viajante desfalece, e acorda com calor no peito e com um lobo gigante com olhos flamejantes sobre ele lambendo seu pescoço.
Logo depois militares o acordam enquanto caçam o lobo com tochas e armas, mas não o encontram e iniciam uma discussão sobre o animal ser ou não um lobo.
Os militares observam se o pescoço dele aparenta ter marcas de mordidas, e como está ileso concluem que o lobo o estava protegendo e aquecendo.
Após os militares o levarem de volta a seu  quarto no hotel ele descobre que nada menos que o próprio Dracula alertou aos militares e cavaleiros para protegerem seu hóspede de “perigos na neve e lobos na noite.” em um telegrama recebido no hotel quando o inglês estava fora.

As outras histórias que estavam nessa tradução em português eram A Casa do Juiz e A Pele Vermelha, duas histórias rápidas que merecem ser lidas e lembram muito o estilo de Edgar Alan Poe, inclusive com uma gata preta, lembrando muito outro conto de Poe.

Anúncios

2 comentários sobre “O Hóspede de Dracula (e Outras Histórias Estranhas) – Bram Stoker

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s